Diva em Encontro Imediato.

Quando encontras aquela alma que não vês há 40 séculos:

– “Então miúda gira!! Estás igual!” Não se lembra do meu nome.

– “O que tens feito?” Queres mesmo que te conte o que me aconteceu nos últimos 15 anos? Melhor arranjares uma cadeira. Ou uma maca.

 “Estás bem?” Fora o Urano quadratura Marte, estou ótima. Era para lhe dizer isto mas depois achei que o meu ar (de quem acordou há 20 minutos) já me dava um aspeto suficientemente alienado.

“Bem, já nem me lembro da última vez que te vi…!” Nem eu. Se não me lembro do que jantei ontem, como haveria de me lembrar da última vez que vi alguém que creio (atenção, “creio”) ter andado comigo no secundário.

– “O meu irmão agora está em Londres…” Mas tu tens um irmão?!

– “E eu agora ando cá e lá” Cá Ok, “Lá”… na Lapónia?!

– “Ainda tens namorado?” Pergunta rasteira. Ele deduziu que ao longo destes 15 anos seria muito miserável eu não ter tido um único namorado. Quase que acreditava. Nice try.

– “Era fixe irmos tomar um café um dia destes!” Encontra-se solteiro, achou-me graça e está ligeiramente desesperado.

– “Agora vives aqui perto?” 

Mais ou menos. Ando cá e lá…

Até breve.

Love,

D.

Anúncios

One Comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s